Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Grupo espalha lixo em Câmara no interior do Ceará e encerra sessão

Jovens protestavam contra série de escândalos em Juazeiro do Norte. Presidente da Câmara afirmou que mau cheiro impedia a sessão.

Grupo espalha lixo em Câmara no interior do Ceará e encerra sessão     Quatro manifestantes foram detidos após jogar lixo no plenário da Câmara de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, e interromper a sessão na tarde de quinta-feira (12). Segundo a Polícia Civil, os adolescentes interromperam a sessão com sacos de lixo trazidos da rua. O presidente em exercício da Casa, vereador Darlan Lobo, encerrou a sessão alegando que o mau cheiro do lixo não permitia a continuação das votações em pauta. O grupo protestava contra a série de escândalos e denúncias que os vereadores enfrentam nos últimos meses, como o chamado “escândalos da vassouras”, que afastou o presidente o vereador Antônio de Lunga do cargo por suspeita de fazer compra exagerada de material de limpeza para beneficiar empresários, e o “escândalo do ar-condicionado”, que denuncia suposta fraude no contrato de R$ 1,2 milhão para manutenção de refrigeradores e aparelhos de ar-condicionado. O vereador capitão Vieira solicitou que o presidente da Câmara pedisse a prisão dos adolescentes. O presidente Darlan Lobo, no entanto, se recusou a pedir a prisão. “Trata-se de um protesto legítimo e não de um ato de vandalismo. Nada foi destruído e não há motivo para haver prisão”, justificou o vereador. Após o protesto, os adolescentes foram detidos por guardas que fazem a segurança da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte e em seguida levados à Delegacia Regional da Polícia Civil. Eles prestaram depoimento e foram liberados em seguida. Os adolescentes também pediam a anulação da sessão que absolveu Antônio de Lunga, que autorizou a compra de produtos de produtos de limpeza de forma exagerada para beneficiar empresários, segundo denúncia do Ministério Público, Lunga está afastado do cargo por decisão da Justiça até a conclusão das investigações. Antes da sessão ser interrompida, os vereadores de Juazeiro do Norte aprovaram a mudança no regimento da Câmara Municipal que determina o fim do voto secreto entre os vereadores da cidade. A votação do Código Tributário Município, que também é alvo de protesto por parte dos moradores de Juazeiro do Norte, que temem aumento na cobrança de imposto, não pôde ser concluído devido ao protesto. O presidente da Câmara, Darlan Lobo, deve definir na próxima semana a nova data para a votação.