Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Alta de preços relativos a habitação ganha força, e inflação em SP acelera

IPC-Fipe passou de 0,34% para 0,43%, da 2ª para a 3ª prévia de agosto. Preços dos alimentos seguem registrando deflação, mas em menor ritmo.

Alta de preços relativos a habitação ganha força, e inflação em SP acelera

A inflação em São Paulo medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,43% na terceira prévia de agosto, contra alta de 0,34% na semana anterior, segundo informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira (26).

O avanço foi influenciado pela alta dos preços relativos a habitação, que ganhou força, passando de 1,15% para 1,38%.

O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

Também ficou maior a taxa de transporte (de 0,11% para 0,12%) e de saúde, de 0,31% para 0,38%.

No caso de educação, a variação ficou em 0,21%, abaixo do índice de 0,35% relativo à semana anterior. No grupo de despesas pessoais, a segunda maior variação, o avanço foi menor, passando de 0,83% para 0,41%.

Os preços dos alimentos, por sua vez, tiveram deflação, ficando em -0,34%, depois de cair 0,63%. Já a taxa de vestuário passou de uma deflação de 0,54% para uma queda de -0,43%.