Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Produtores prevêem altos custos para próxima safra de soja em MT

Cenário não estimula crescimento significativo de área cultivada com soja. Estimativa foi apresentada durante coletiva do Circuito Aprosoja 2014.

Produtores prevêem altos custos para próxima safra de soja em MT

A próxima safra de soja pode ser limitada por um alto custo, preços oprimidos e alta taxa de câmbio. É o que previu o presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Ricardo Tomczyk, durante coletiva sobre o Circuito Aprosoja 2014 na tarde desta terça (29) em Cuiabá.

Em sua 9ª edição, o evento tem como foco debater o cenário macroeconômico para a próxima safra. O lançamento será nesta quinta (31), no Cenarium Rural, em Cuiabá. O evento é realizado pela Aprosoja-MT e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT).

Dentre as previsões, Tomczyk adiantou que os preços pouco atrativos oferecidos pela saca de soja no mercado futuro podem causar um aumento de área considerado pequeno no estado. A safra de soja 13/14 teve uma produção de 26 milhões de toneladas, de acordo com dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). “Devemos ter uma produção de pouco mais de 27 milhões de toneladas. Poderia ter um aumento maior se houvesse um preço melhor”, afirma.

Ele informa que, em vista da comercialização da safra passada a R$ 58 por saca de soja, os preços para a próxima safra estão bastante problemáticos. “Chegam a R$ 40 hoje.”

Durante a coletiva, o custo de produção estimado em R$ 2,4 mil foi apontado como outra preocupação do setor, que deve lidar com o atraso na aprovação de novas moléculas de defensivos. Isso obriga os produtores a aumentarem o número de aplicações desses produtos nas lavouras para defesa de pragas, o que faz crescer os gastos. Na última safra, de acordo com o Imea, o custo de produção foi de R$ 2,3 mil.

Para o presidente do Sistema Famato/Senar, Normando Corral, o Senar participa por mais um ano como co-realizador do Circuito levando conhecimento sobre qualificação rural para os produtores. “Sozinhos, não conseguiríamos atender toda essa demanda, por isso estabelecemos parcerias como a que temos com Aprosoja. Assim, podemos multiplicar o conhecimento entre os produtores e os trabalhador rurais”, afirma.

A partir do lançamento, o Circuito Aprosoja percorrerá as 22 cidades núcleo da associação no interior de Mato Grosso com palestras sobre liderança nos meses de agosto e setembro.

Nesta edição, o Circuito Universitário ocorrerá em dez municípios paralelamente ao Circuito Aprosoja direcionado a alunos de graduação de cursos de Agronomia, Direito, Administração, Economia, Marketing.  A palestra “As Oportunidades do Novo Mato Grosso” será conduzida pelo economista e engenheiro agrônomo Eduardo Godoi.

A expectativa é reunir 5 mil participantes em todas as etapas do evento. No ano passado, 4,8 mil pessoas participaram do Circuito Aprosoja 2013.