Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Clima ajuda, mas agricultores de MS investem menos no milho safrinha

Colheita do milho safrinha segue em ritmo acelerado no estado. Com a queda no preço, produtores investiram menos na safrinha.

Clima ajuda, mas agricultores de MS investem menos no milho safrinha

Em Mato Grosso do Sul, a colheita do milho safrinha segue em ritmo acelerado. Apesar do clima ter ajudado, a produção este ano deve ser menor.

Na propriedade do agricultor Luiz Kohl, em Campo Grande, os trabalhos não param. As máquinas percorrem a lavoura de 180 hectares de milho. Este ano, o clima ajudou e a produtividade da lavoura foi boa, mas o preço pago pelo grão preocupa o agricultor.

Neste mesmo período do ano passado, a saca de milho estava cotada a R$ 20. Hoje, o preço médio da saca do grão fica entre R$ 17 e R$ 18 e, segundo a Associação dos Produtores do Estado (Aprosoja), o preço pode continuar em queda nos próximos meses.

 

Em 2013, a produção foi de 7,8 milhões de toneladas. Esse ano, o número não deve passar de 7,4 milhões de toneladas porque, com a queda no preço do grão, os produtores investiram menos na safrinha.

A colheita do milho safrinha no estado segue até setembro e a expectativa é que as condições climáticas colaborem com os produtores. Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de milho safrinha do país.