Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Preços no atacado caem, e IGP-DI tem deflação pelo 2º mês seguido

Indicador ficou em 0,63% em junho, segundo a FGV. Alta de preços também perdeu força para consumidores e construção.

Preços no atacado caem, e IGP-DI tem deflação pelo 2º mês seguido

Os preços no atacado recuaram em junho, e fizeram com que o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrasse deflação pelo segundo mês seguido. O indicador ficou em -0,63% em junho, após uma queda de 0,45% no mês anterior. Em 12 meses, o IGP-DI acumula alta de 5,77%.

Entre os componentes do indicador, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) – a inflação do atacado – ficou em -1,21%, mesma taxa registrada em maio. Os produtos agropecuários puxaram a baixa, com queda de 2,46%, enquanto os industriais recuaram 0,72%.

Para os consumidores, a inflação ficou em 0,33% em junho, menor que os 0,52% registrados no mês anterior. A maior contribuição para a alta menor dos preços veio da alimentação, cuja taxa passou de 0,45% para 0,08%. Destaque para o item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de -1,42% para -8,82%.

Houve recuo também nas taxas dos grupos habitação (de 0,68% para 0,52%), transportes (de 0,27% para 0,11%), educação, leitura e recreação (de 0,78% para 0,36%), saúde e cuidados pessoais (de 0,76% para 0,60%) e despesas diversas (0,93% para 0,56%).

Terceiro componente do IGP-DI, a inflação da construção ficou em 0,66% em junho, abaixo do resultado de 2,05% registrado em maio. Houve queda tanto na taxa de materiais (de 0,57% para 0,3%) quanto de mão de obra (de 3,42% para 0,99%).