Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Em MT, milho para pipoca tem boa produção e preços remuneradores

Colheita deve render, nesta safra, 180 mil toneladas de milho para pipoca. Grão é maior, mais pontudo, tem cor alaranjada e a espiga é mais fina.

Em MT, milho para pipoca tem boa produção e preços remuneradores

Em Mato Grosso, a colheita do milho para pipoca entrou na reta final e o resultado da safra não podia ser melhor: boa produção, grãos de qualidade e preços remuneradores.

O grão é diferente, maior e mais pontudo, de cor alaranjada e não amarelada como o milho comum e a espiga é mais fina. Dentro de poucos dias, a colheita do milho pipoca deve ser concluída nos 250 hectares da lavoura de Giovana Velke, em Campo Novo do Parecis.

Os pés se desenvolveram bem e as espigas cresceram além da média dos anos anteriores. Cada uma tem quase 700 grãos. “Nós pegamos uma variedade melhor, com mais tecnologia e o clima ajudou bastante este ano”, diz.

Os agricultores de Mato Grosso devem colher, nesta safra, 180 mil toneladas de milho para pipoca.

Gustavo Maria é agrônomo de outra fazenda, também em Campo Novo do Parecis. A  colheita dos quase 400 hectares também já está quase no fim e a produtividade média é de 75 sacas por hectare. Neste ano, a saca de 60 quilos está sendo vendida a R$ 34, um pouco abaixo da média do ano passado, mas ainda viável, segundo Gustavo.