Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Estiagem obriga redução da área plantada com morangos em MG

Com a escassez de água, está difícil usar os equipamentos de irrigação. Produção de morango, no estado, deve ser 30% menor que em 2013.

Estiagem obriga redução da área plantada com morangos em MG No sul de Minas Gerais, a falta de chuva obrigou os agricultores a reduzir a área plantada com morango. A água está escassa e fica difícil usar os equipamentos de irrigação. No ano passado, a área plantada em Pouso Alegre era de 360 hectares e foram produzidas 18 mil toneladas de morangos. Este ano, as lavouras encolheram para 250 hectares e com a estiagem e a falta de água, o produtor diminuiu a área plantada. A colheita do morango será menor. Rosa Helena Dias tinha uma lavoura com 130 mil pés o ano passado, que teve prejuízo com o ácaro. Este ano, ela arrendou outra área e foi surpreendida pela estiagem. A saída foi alugar a irrigação de um vizinho, que mora a um quilômetro da lavoura. Rosa plantou menos, 80 mil pés, mas mesmo assim está conseguindo uma boa produção e um preço melhor. Eliseu Pereira é produtor em Estiva, também no sul de Minas. Com pouca água para irrigar, ele reduziu a lavoura em 30% e ao invés dos 70 mil pés que plantou o ano passado, este ano foram 50 mil. O produtor apostou em uma loja, onde vende o produto direto para o consumidor, mas mesmo assim, espera a chuva para poder reduzir os custos. “O preço está em média de 30% a 50% mais caro, mas precisa chover para reverter a situação dos produtores”, diz. De acordo com a Federação de Agricultura de Minas Gerais, a produção de morango, no estado, deve chegar a 70 mil toneladas, 30% menos que no ano passado.