Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

Kerry admite tensões entre EUA e Alemanha por conta de espionagem

Mas diplomata afirmou que relação entre os países continua forte. Alemanha pode ouvir Snowden em Moscou para esclarecer denúncias.

Kerry admite tensões entre EUA e Alemanha por conta de espionagem   O secretário de Estado americano, John Kerry, reconheceu nesta quinta-feira (7) "tensões" com a Alemanha pelas acusações de espionagem, mas afirmou que os dois países aliados mantêm uma "relação forte". "Sem dúvida esta situação tem provocado tensões com a Alemanha e com os alemães", disse ao jornal "Bild" o chefe da diplomacia americana, ao ser questionado sobre o caso de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA). "Mas nossa relação é forte e continuará sendo", completou. Pressionado pelos deputados, o governo alemão está examinando a possibilidade de ouvir em Moscou o americano Edward Snowden, ex-consultor da NSA e fonte das revelações sobre a espionagem americana na Alemanha e em outros países europeus. Snowden revelou à imprensa documentos que indicam que o governo dos Estados Unidos poderia ter grampeado o telefone celular da chanceler alemã Angela Merkel. "Nos momentos difíceis os aliados trabalham com franqueza e respeito mútuo. A Alemanha é um dos grandes amigos dos Estados Unidos e um dos nossos aliados mais importantes", disse Kerry na entrevista.