Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

No RS, agricultores seguram o trigo à espera de preços melhores

Armazéns gaúchos ainda estão cheios de trigo. Produtores usam estratégia para aproveitar o preço do cereal.

No RS, agricultores seguram o trigo à espera de preços melhores Agricultores gaúchos seguram os estoques do trigo colhido no ano passado à espera de preços melhores. Os armazéns gaúchos ainda estão cheios de trigo, uma estratégia dos produtores por causa do preço do cereal. O ano passado, o estado produziu uma safra recorde com 3,170 milhões de toneladas  e por causa deste aumento na oferta, o preço caiu. No início da colheita, em novembro, a saca de 60 quilos era vendida no estado por R$ 50, valor que caiu para R$ 30 em janeiro. Em uma cerealista, o estoque é tão grande, que está faltando espaço para armazenar a soja que ainda está sendo colhida. A Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul estima que mais de 1 milhão de toneladas de trigo gaúcho ainda esperam para ser comercializados, enquanto no mesmo período do ano passado, a venda do cereal atingia 70% da safra. Os preços do trigo voltaram a reagir no Rio Grande do Sul. A partir do meio do mês de março, a saca voltou a ser comercializada acima dos R$ 40, mas Carlos Filinbeti ainda pretende esperar um pouco mais para começar a vender. “Espero que aumente mais, a tendência é o preço melhorar”, diz.