Cadastre seu e-mail e receba dicas úteis, novidades e muito mais. O cadastro é fácil e rápido.

Acompanhe as novidades

No PR, estiagem seguida de excesso de chuva derrubam qualidade da soja

Tempo foi o principal vilão das lavouras de soja. Segundo a Conab, a safra do PR sofreu a maior queda.

No PR, estiagem seguida de excesso de chuva derrubam qualidade da soja Segundo a Conab, a safra de soja do Paraná foi a que teve a maior queda. A redução chegou a 1,2 milhão de toneladas. O tempo foi o principal vilão, primeiro faltou chuva e os grãos não se desenvolveram e agora, a colheita foi prejudicada pelo excesso de umidade no solo. Em Atalaia, no noroeste do estado, os produtores que plantaram soja não escondem a decepção. Antônio Boanesi trabalha há 40 anos na roça e conta que nunca sofreu tanto com a falta de água, principalmente durante o mês de janeiro. Os produtores sofreram com a falta de chuva e o que mais agravou foi a formação dos grãos. O ideal é que eles estivessem hoje bem maiores do que estão. Se no começo do ano faltou água, o problema agora é o excesso. O produtor não está conseguindo tirar o que restou da safra do campo. A esperança dos agricultores é com o milho safrinha, que acabou de ser plantado. "A esperança é que a safrinha possa amenizar um pouco o prejuízo com a soja", diz o agricultor Walter Tamborlin.